terça-feira, 19 de junho de 2012

Alice Doesn't Live Here Anymore

Achei uma delícia de filme. Tal qual pela época descomplicada que era, os anos 70. Sua película esverdeada me lembra mto um desses filtros do Instagram. E Alice, parece ter saído da ilustração da Granado sabe? Uma garotinha, de caras e bocas que cresceu só no tamanho, jogou o sonho de cantar no vento e casou-se com um cara machista que lhe deu um guri. E enganava-se ela ao pensar que o marido lhe oferecia algum tipo de proteção. Até ficar viúva e resolver cair no mundo, tomando conta dos seus próprios ‘narizes’. Passa a cantar em bares e encanta Harvey Keitel que até então é o bad boy da vez ( jovem, e bonito ainda por cima!) dá trabalho para Alice que cai na estrada de novo, vira garçonete, aprontando poucas e boas até cair de amores por um cowboy noutro lugar e por lá decidir ficar.
*Curiosidade* A revista Harper’s Bazaar prestou uma homenagem à carreira do cineasta Martin Scorsese, reproduzindo em um ensaio fotográfico algumas de suas principais obras. Entre elas a personagem de Ellen Burstyn em “Alice não Mora Mais Aqui”.
E não é que ficou parecida!?

Nenhum comentário: