terça-feira, 22 de maio de 2012

Até hoje, pergunta-se:

Para que serve a arte, para que serve a poesia?
Serve para alterar o curso do seu andar, para interromper um hábito, para evitar repetições, para provocar um estranhamento, para alegrar o seu dia, para fazê-lo pensar, para resgatá-lo do inferno que é viver todo santo dia sem nenhum assombro, sem nenhum encantamento. (Martha Medeiros)
Orelhão Av. Paulista, Call Parade - Expo coletiva outdoor na qual artistas ilustraram e pintaram orelhões que estão espalhados pela cidade de Sampa, 100 orelhões no total.

Nenhum comentário: