quarta-feira, 25 de julho de 2012

Paraísos Artificiais




Pense num  lugar incrível. Num grupo de pessoas que viajam com um único propósito: desligar-se do mundo real cinza, corrido e estressado para se reconectarem com a natureza e finalmente deixar a música lhes envolver e  transcender. Tudo mto bacana, mas, o preço da liberdade adquirida pode sair caro. Tbém passei pela fase do encantamento desse universo e curti cada minuto, demasiadamente. Mas, hoje em dia afirmo categoricamente que não vale a pena. Arrependimentos? De forma alguma, experiência de vida. 
O filme retrata em si parte do que a maioria viu ou viveu nesse tipo de habitat dos que se consideram espíritos livres e a viagem nem sempre tem final feliz pois beira os extremos. Na ficção não houve sequer um final entre o casal que apaixonou-se mais de uma vez. E a gente se pergunta, como é que fica?
Não fica. Uma outra história há de ser escrita e que não faz parte do movimento, o qual é efêmero.



"Seus anjos e demônios estão todos dentro de você. As drogas só potencializam o que já existe."
 Mark - Paraísos Artificiais



Nenhum comentário: